O NEGÓCIO DA POBREZA

Março 17th, 2015 | Posted by José Ribas in Notícias - (0 Comments)

O NEGÓCIO DA POBREZA

É ESTE O SUCESSO DE PORTUGAL

O que o Presidente da República e o Governo vendem no estrangeiro são sonhos, esta é a realidade de Portugal.

PARABÉNS

Março 16th, 2015 | Posted by José Ribas in Notícias - (0 Comments)

20 ANOS

MUITOS PARABÉNS

A todos os que deram parte do seu tempo, do seu esforço, do seu dinheiro até, o nosso muito obrigado.

Só com muita resiliência, só com muita vontade, só com muito empenho, e só com muita resistência de todos os que fazem e fizeram parte dos órgãos directivos da ANDP nos permitiu fazer hoje 20 anos de existência, contra tudo e contra todos dissemos sempre presente nos momentos mais difíceis dos Portugueses Desempregados, tudo fizemos para os defender contra interesses obscuros, fossem económicos ou políticos.

Hoje mais do que nunca a nossa instituição é necessária, para travar os apetites anti-democráticos de uma clique que se acha acima da Lei e que tudo tem tentado para criar uma legião de escravos para servirem os seus “donos”, nunca como hoje a Associação Nacional dos Desempregados Portugueses (ANDP) foi tão necessária, chegou o momento dos Desempregados se consciencializarem e apoiarem a SUA associação.

O nosso obrigado a todos os que nos ajudaram de alguma forma e acreditaram em nós, e obrigado a todos os que nos enviaram mensagens de parabéns e conforto.

Logo ANDP

A Direcção

https://itunes.apple.com/us/app/id963849713

https://play.google.com/store/apps/details?id=pt.alentapp.jleitao.ANDP

APRESENTAÇÃO DA NOSSA APP

Fevereiro 28th, 2015 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

CAROS AMIGOS

Agora que a nossa App foi aprovada pela Apple chegou o momento de lhes apresentar as hiperligações para que todos vocês possam descarregar a mesma para os vossos aparelhos, esperando que vocês nos apoiem nos esforços que estamos fazendo para alterar paradigmas e consequentemente conseguir-lhes melhores condições de vida, mas para isso é necessário que se inscrevam na ANDP ou em alternativa nos concedam um Donativo por pequeno que seja, contamos convosco.

https://itunes.apple.com/us/app/id963849713

https://play.google.com/store/apps/details?id=pt.alentapp.jleitao.ANDP

Com os meus cordiais cumprimentos

Logo ANDP

O Presidente

José Cândido Ribas Sousa

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

Fevereiro 13th, 2015 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

INFORMAÇÃO PARA TODOS OS DESEMPREGADOS

Caros Amigos,

Como anteriormente vos tínhamos informado, devido a nenhum partido político oferecer-nos as condições por nós exigidas para defendermos os Desempregados a vários níveis, tomamos a decisão de constituir-mos um Partido Político com o intuito de concorrermos às próximas eleições legislativas de 2015.

Assim, e para vosso conhecimento, o partido irá denominar-se Partido Nova Geração.

Porque iremos dar preferência às assinaturas de Desempregados para a constituição do partido, desde já ficam informados que se forem contactados por alguém que vos pede para fazerem parte do PNG não se façam de desconfiados porque no exterior dos Centros de Emprego podem aparecer colaboradores nossos para esse efeito, deverão entregar-vos um flyer informativo e posteriormente se estiverem dispostos a participar só têm de dar o vosso nome completo, os dados do B.I. ou Cartão de Cidadão, se souberem o número de eleitor e assinarem.

Aproveito e deixo aqui a hiperligação para acederem ao Website Provisório do Partido Nova Geração, e se estiverem interessados em participarem activamente contactem, alguém vos informará do que têm de fazer.

http://partido-nova-geracao8.webnode.pt/

Obrigado a todos e já sabem: Se querem ver as vossas vidas alteradas para melhor só terão de fazer o óbvio, ajudar-nos na recolha de assinaturas e votarem no PNG no dia das eleições.

Para todos Vós um grande abraço!

logotipo_andp

O Presidente Direção

José Cândido Ribas Sousa

APP DA ANDP

Pode instalar a nossa App gratuitamente

https://play.google.com/store/apps/details?id=pt.alentapp.jleitao.ANDP

Faça-nos uma visita através da App e se puder inscreva-se na ANDP ou então envie-nos um Donativo por pequeno que seja, nós agradecemos o seu gesto.

COMO VEMOS O DESEMPREGO EM PORTUGAL

Fevereiro 2nd, 2015 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

O DESEMPREGO É TUDO ISTO E MUITO MAIS …

101113_desemprego

desemprego é oportunidade

14009576_505zJ

A

charge-desemprego2

crisenaeuropa

 

crisis_del_euro_malagon_60pc

 

Desemprego (1)

desemprego

expresso104w-d150

images

mendigo-licenciado

vantagem de estar desempregado 1 - fazer coco a qualquer hora

pedro-passos-coelho-desemprego-e-oportunidade

E os números apresentados pelas instituições públicas nacionais e internacionais, as médias e outras tretas tais para nós valem ZERO, nós trabalhamos para pessoas e vemos pessoas, daí a impossibilidade de conseguirmos conversar com quem supostamente dirige Portugal … com pena nossa é óbvio.

ANDP oval

O Presidente da Direção

José Ribas Sousa

presidente@andp.pt

Os últimos números oficiais do Instituto Nacional Estatística (INE)

Segundo o INE, a taxa média anual caiu 2,3 pontos percentuais no ano passado face a 2013, para 13,9%. De outubro a dezembro, aumentou após seis trimestres consecutivos de taxas de variação trimestral negativas, tendo sido inferior em 1,8 p.p. à do trimestre homólogo de 2013.

Se tivermos em conta que em formação e estágios profissionais estão 166 mil desempregados que não contam para as estatísticas, se somarmos os inactivos e desmotivados – 257 mil de acordo com o INE -, chegamos à conclusão de que o desemprego atinge hoje 1,2 milhões de DESEMPREGADOS, 22% da população do país”, uma vergonha nacional.

Agravamento do desemprego jovem – 34 % – e atingimos o desemprego de longa duração mais elevado desde que há estatísticas do INE – 64%“.

Ainda segundo o INE, a população desempregada é estimada em 698,3 mil pessoas, o que representa um aumento trimestral de 1,4% e uma diminuição homóloga de 13,6% (mais 9,4 mil pessoas e menos 109,7 mil pessoas, respectivamente), enquanto os empregados serão 4.491,6, ou seja, um decréscimo trimestral de 1,6% (menos 73,5 mil pessoas) e a um acréscimo homólogo de 0,5% (mais 22,7 mil pessoas).

Sem comentários …

COMUNICADO

Outubro 15th, 2014 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

COMUNICADO IMPRENSA

A Associação Nacional dos Desempregados Portugueses (ANDP) informa os concidadãos Portugueses e em especial os Desempregados, que depois de uma consulta a vários partidos políticos e movimentos sem acento parlamentar, decidiu o seguinte:

  • Fazer-se representar numa força política própria (que será criada para o efeito), onde se apresentará a sufrágio nas próximas eleições legislativas de 2015.

Esta nossa decisão deriva da constatação de que nenhum partido ou movimento político por nós contactado poderia defender os interesses dos desempregados, quer na forma quer no conteúdo, todos sem excepção não se diferenciam muito dos partidos actualmente representados na Assembleia da República, é a nossa análise.

Em quase 20 anos de vida que leva esta instituição, e com o conhecimento que temos  da estrutura organizacional do nosso País, temos a convicção alicerçada em factos, que nada de substância irá ser alterado se nas próximas eleições legislativas vencer qualquer dos dois partidos políticos que têm governado Portugal, seja com maiorias absolutas seja com coligações, o PSD e o PS estarão sempre condicionados pelas suas estruturas de apoio (os verdadeiros mandantes), que exigirão sempre o seu quinhão na repartição de lugares e de benesses, não há volta a dar a esta situação do denominado bloco central, é assim, ponto.

Assim sendo, chegamos à conclusão que teríamos de criar algum partido ou movimento político que não estivesse dependente de quaisquer interesses, fosse quais fossem e viessem de onde viessem, que fosse diferente na forma e nos objectivos, e que representasse condignamente mais ou menos 10% da população Portuguesa, é isso que vamos criar, pois já não acreditamos que se não formos nós a defender-mo-nos ninguém o fará.

Podemos desde já adiantar que em termos da principal diferenciação, a força política que irá ser criada, caso atinja os seus objectivos, doará todo o valor das subvenções públicas à ANDP, valores que serão canalizados na íntegra para dois dos nossos projectos que consideramos mais importantes, e que estão em stand by por falta de verbas, em concreto o nosso Fundo de Solidariedade de Apoio aos Desempregados http://www.andp.pt/apoios-e-incentivos/fundo-de-solidariedade-de-apoio-aos-desempregados e o nosso Fundo Especial de Investimento http://www.andp.pt/apoios-e-incentivos/fundo-especial-de-investimento desta forma o valor respeitante a cada voto dos Desempregados ou de qualquer Português será aplicado directamente em acções de solidariedade ou de criação de postos de trabalho, será reinvestido para o desenvolvimento integrado do País e directamente nas populações mais fragilizadas e carenciadas.

A partir deste agora, os Desempregados sabem que irá existir uma entidade política que os defenda e represente.

logotipo_andp

O Presidente Direcção

José Cândido Ribas Sousa

Lei n.º 58/2012

Agosto 28th, 2014 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

Lei n.º 58/2012

de 9 de Novembro

Regime extraordinário de proteção de devedores de crédito à habitação em situação económica muito difícil.
Para os interessados consultar no link abaixo a Lei que saiu em Diário da República, 1.ª série — N.º 217 — 9 de Novembro de 2012

https://dre.pt/pdf1sdip/2012/11/21700/0647306481.pdf

Crédito à habitação: Fiadores também podem aceder ao regime extraordinário

A nova lei foi publicada ontem, terça-feira, e há novas regras de proteção aos mutuários do crédito à habitação que facilitam as condições de acesso ao regime extraordinário pelos clientes bancários. Até agora, apenas os devedores podiam aceder a este regime extraordinário. 

Das mudanças da nova lei, destaca-se a situação dos fiadores, que passam a beneficiar das medidas previstas no regime extraordinário, se foram chamados a assumir as obrigações dos mutuários e demonstrarem que se encontram numa situação económica muito complicada. 

Para calcular a taxa de esforço do agregado familiar do fiador, as instituições de crédito devem considerar os encargos com o crédito garantido, mas, sobretudo, eventuais encargos associados a outros contratos de crédito, nos quais o fiador intervenha como mutuário. 

A proteção dos contratos de crédito por outras garantias reais, para além da hipoteca, ou pessoas também deixa de ser um impedimento de acesso a este regime. 

Os limites máximos previstos no valor patrimonial tributário dos imóveis foram, igualmente, aumentados: 

100 mil euros para imóveis com coeficiente de localização até 1,4, contra os 90 mil anteriores;

115 mil euros para imóveis com coeficiente de localização 1,5 e 2,4, contra os 105 mil anteriores;

130 mil euros para imóveis com coeficiente de localização entre 2,5 e 3,5 , contra os 120 mil anteriores.

Além disso, a nova lei ainda prevê que o valor patrimonial relevante para o acesso ao regime extraordinário é aquele que vigorar à data de apresentação do requerimento.

A ERA DA ROBOTIZAÇÃO ESTÁ AÍ …

Agosto 19th, 2014 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

A ROBOTIZAÇÃO NO PRESENTE

Enquanto os governantes Portugueses e partidos ditos do arco do Poder com mentalidades tacanhas e ultrapassadas, no que concerne às reformas da segurança social, a realidade no que respeita à sustentabilidade da segurança social deverá ser analisada tendo em consideração o presente no mundo do trabalho, e é bom que os humanos tenham a noção que a realidade que é apresentada no vídeo abaixo não é um futuro distante, é a actualidade.

Portanto falar em sustentabilidade da segurança social ou em quaisquer reformas do mundo do trabalho partirá sempre deste pressuposto: O dinheiro para a sustentabilidade da vivência dos seres humanos, para que todos possam ter uma vida digna, deverá ser será fornecido por quem? E de onde virá esse dinheiro?

Nós achamos que só taxando o mundo empresarial pelo que facturam e não pelo número de funcionários que cada unidade empresarial terá será a saída, e como é óbvio taxar altamente os transacções financeiras, especialmente as especulativas, só assim os humanos que ficarão sem possibilidades de conseguirem qualquer ocupação profissional conseguirão viver, é o futuro e ainda bem que assim é, será sinal de progresso, assim as ditas elites políticas tenham a visão para em tempo útil efectuarem as respectivas reformas estruturais, o que a não acontecer irá transformar o planeta num lugar de guerrilha diária, e nessa altura nenhuma elite seja ela qual for viverá em paz.

Temos a hipótese de colocarmos a máquina ao nosso serviço e usufruir dessa mais valia para o bem comum, mas quem achar que pode capturar o seu semelhante e subjugá-lo em benefício próprio para além de não ser inteligente comprará uma guerra, quiçã a guerra que destruirá o ser humano, portanto tenham muito juízo os dirigentes mundiais e façam o que tem de ser feito.

 Os robots estão prestes a roubar-nos o emprego

 

ELEIÇÕES EUROPEIAS 2014

Maio 23rd, 2014 | Posted by José Ribas in Notícias - (Comentários desligados)

ESCRUTÍNIO EUROPEIAS 2014

http://www.europeias2014.mai.gov.pt

ELEIÇÕES EUROPEIAS 2014

COMUNICADO AOS CONCIDADÃOS DESEMPREGADOS

A pouco mais de 24 horas do próximo acto eleitoral “eleições europeias” cumpre-me na qualidade de responsável da Associação Nacional dos Desempregados Portugueses (ANDP) informar todos os Desempregados do que está em causa neste acto e as perguntas que cada um deverá fazer a si próprio para que vote em consciência, se essa for a sua vontade.

Em primeiro lugar deverá saber que a representatividade de Portugal no Parlamento Europeu não chega aos 3% da totalidade de deputados eleitos, e que os 21 deputados Portugueses que serão eleitos no próximo Domingo dia 25 de Maio de 2014, se seguirem os hábitos de votação dos seus anteriores colegas pouco ou praticamente nada alterarão o que quer que seja no dito Parlamento, quando se fala em subserviência dos nossos governantes em relação à Alemanha e seus círculos, convém que se alargue essa subserviência a todas as representações nacionais, quer seja no Parlamento Europeu quer sejam em quaisquer organismos da comunidade europeia, assim de facto é difícil que a estrutura política do edifício europeu seja alterado, mas vejam as votações dos nossos eurodeputados.

Sem Título

Em segundo lugar, deverão perguntar-se o que é que os partidos que compõem a maioria em Portugal e que estão directamente ligados a quem tem dirigido os destinos da Europa, fizeram a favor das economias mais frágeis, especialmente as economias do Sul da Europa, cujos Países são pejorativamente designados de “”PIGS” incluindo a nossa, para que o combate ao Desemprego fosse uma realidade efectiva, e as assimetrias sociais fossem combatidas.

Em terceiro lugar deverá perguntar-se se hoje você tem uma vida igual ou melhor do que tinha em 2011, ou mesmo se Portugal no seu todo está melhor do que estava antes de 2011, e para tanto deverá consultar algumas variáveis importantes, tais como: O défice público real está nos números que deveria estar depois de 3 anos de terror ao nível de impostos e de sofrimento dos Portugueses? A dívida pública está melhor ou pior? O défice comercial está melhor de facto, ou só baixou devido à situação de descalabro da nossa economia? As exportações cresceram horizontalmente na nossa economia, ou estão suportadas em não mais do que meia dúzia de empresas? A economia sofreu de facto uma reestruturação dos seus sectores produtivos ou foram abatidas empresas pelo simples facto de que não conseguiam crédito? O Estado foi reestruturado ou fizeram-se uns simples cortes à cega? Em suma: A sua vida está igual ou melhor do que estava em 2011? Vê um futuro promissor à sua frente para si e para os seus, ou pelo contrário está pior e não vê qualquer fumo branco no que respeita ao melhoramento da sua vida e dos seus,? Estas é que são as questões importantes, o resto é treta.

Só depois de ter todas as respostas, deverá decidir se vota e em que partido ou candidato. Se for votar e mesmo assim ainda tiver dúvidas pense sempre que em caso de dúvida o melhor é DAR o seu voto a algum candidato que pelo menos não faça parte daqueles que consecutivamente lhe têm prometido o Céu e a Terra, mas que lhe têm dado o inferno.

O seu voto se bem dirigido é uma arma poderosa, pense nisso antes de votar!

Associação Nacional dos Desempregados Portugueses

(ANDP)

O Presidente Direção

José Cândido Ribas Sousa

 

BOLSA EMPREGO PARA COLHEITA DO MIRTILO

Maio 19th, 2014 | Posted by José Ribas in Ofertas de Emprego - (Comentários desligados)

Poda do Mirtilo

Espaço de encontro entre procura e oferta de mão-de-obra

A disponibilidade de mão-de-obra na época da colheita do mirtilo é essencial para o sucesso de uma campanha.

A criação desta plataforma on-line pretende funcionar como uma bolsa de emprego para a colheita, um ponto de encontro entre quem procura mão-de-obra para o seu pomar e quem tem disponibilidade para participar na colheita do mirtilo.

Está interessado em:

 – Colaborar na colheita do Mirtilo?

 – Contratar colaboradores para a apanha do Mirtilo?

Preencha o formulário abaixo conforme o seu caso.

Formulário para Colaborar na Colheita

http://agim.pt/formulario-para-colaborar-na-colheita 

FORMULÁRIO PARA CONTRATAR COLABORADORES